Brasileirão 2017: Estádios terão iluminação patrocinada pela CBF

15 de fevereiro de 2017 / Atualizado em 14 de fevereiro de 2017
Compartilhar

A Confederação Brasileira de Futebol  (CBF) pretende introduzir mais uma padronização no futebol brasileiro. Depois dos gramados, agora chegou a vez da iluminação dos estádios se adequar ao padrão sugerido pela Fifa.

De acordo com a entidade, os 71 estádios que serão utilizados Série A, B e C do Brasileirão 2017, com exceção daqueles que foram utilizados para a Copa do Mundo, serão inspecionados por técnicos da CBF, que com base no diagnóstico de cada praça esportiva elaborarão projetos para que todos os locais atendam o padrão de 2.500 lux. Os equipamentos do Copa 2014 tem média de 4.000 lux. Na Bahia, a Arena Fonte Nova sediou seis jogos do Mundial.

Para efetuar o programa, a Confederação desembolsará R$ 1.068.000, que será retirado do próprio caixa da CBF. Em 2016, a padronização dos gramados saiu do Fundo de Legado da Copa do Mundo, que atualmente está bloqueado pela própria entidade internacional.

Além de visitar os estádios e elaborar os projetos, a CBF oferece aos clubes uma consultoria permanente. Cada clube poderá alterar as sugestões da confederação à sua realidade ou ao seu orçamento. O novo sistema de LED reduzirá os gastos em até 80% de permitirá o reacencimento automático em caso de queda de energia.

Nenhum clube ou prefeitura/governo que seja dono do estádio está obrigado a seguir os projetos. Entretanto, a CBF argumenta que a melhoria da infra-estrutura é um dos pilares do Programa de Licenciamento e que os investimentos se pagarão em pouco tempo, por conta do processo de economia que será gerado pelas novas tecnologias.

Top 10

Enquete

    O como está o nosso site?

    Ver resultados

    Carregando ... Carregando ...