José Dirceu é condenado mais uma vez na Operação Lava Jato

8 de março de 2017 / Atualizado em 8 de março de 2017
Compartilhar

O ex-ministro José Dirceu foi condenado mais uma vez pela Operação Lava Jato nesta quarta-feira (8). A sentença do juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância. Outras quatro pessoas também foram condenadas na mesma ação penal, entre elas, o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque e Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, que é irmão do ex-ministro.

O petista recebeu uma pena de 11 anos e três meses de reclusão em regime fechado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Em maio de 2016, Dirceu já havia sido condenado por Moro a 20 anos e 10 meses de reclusão. O ex-ministro já está preso, no Complexo Médico-Penal, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Ele foi detido pela Lava Jato, em agosto de 2015, na deflagração da 17ª fase da operação, batizada de “Pixuleco”.

Veja a lista de condenados, os crimes e as penas:

-Renato de Souza Duque – crime de corrupção passiva: seis anos e oito meses de reclusão em regime inicial fechado. Ele foi absolvido da acusação de lavagem de dinheiro.
-José Dirceu – corrupção passiva e lavagem de dinheiro: onze anos e três meses de reclusão em regime inicial fechado.
-Luiz Eduardo de Oliveira e Silva – corrupção passiva e lavagem de dinheiro: dez anos de reclusão em regime inicial fechado.
-Eduardo Aparecido de Meira – lavagem de dinheiro e associação criminosa: oito anos e nove meses de reclusão em regime inicial fechado.
-Flávio Henrique de Oliveira Macedo – crimes lavagem de dinheiro, associação criminosa: oito anos e nove meses de reclusão em regime inicial fechado.

Por Redação

Top 10

Enquete

    O como está o nosso site?

    Ver resultados

    Carregando ... Carregando ...